Confiar no cliente faz bem

Faz tempo que não escrevo um artigo usando um caso ruim acontecido comigo para ilustrar algum conceito, mas este creio que vale contar.

Recentemente fui com um grupo de amigos. Era aniversário de um deles e resolvemos ir comemorar em um restaurante de uma rede bem conhecida e, até onde me lembrava, bem-conceituada também. Era uma terça-feira à noite e o lugar não estava muito cheio. Não era a minha primeira vez lá e eu tinha uma opinião neutra sobre a forma de atendimento deles. Não achava espetacular, mas também nunca tinha tido nenhum problema sério, ou seja, estava na média baixa da maioria dos restaurantes da mesma categoria.

Mas desta vez o cenário foi totalmente diferente. A começar pelo humor dos garçons, todos sem exceção, sem um único sorriso no rosto o tempo todo e fiquei imaginando se algo havia acontecido para isso.