Lucro legítimo é melhor do que lucro alto

Li em uma matéria na última semana que o Itaú teve um lucro líquido no último trimestre de R$ 6,87 bi, com uma alta de mais de 7% em relação ao mesmo período do ano passado.

O meu primeiro pensamento foi “Nossa, quanto dinheiro!”, o segundo “Ok, é um banco e estamos no Brasil”. E isso me fez pensar novamente sobre a questão da legitimidade dos lucros que muitas empresas alcançam.

Sei que este tema ainda é muito controverso em nossa sociedade, talvez até pelo momento de grande divisão ideológica que vivemos em nosso País por causa da política. Mas o meu ponto principal de reflexão é em relação ao lucro de muitas empresas que pode ser considerado abusivo por muitas pessoas