Os dados contam muito, mas podem não contar tudo

Analisar os comportamentos de compra das pessoas faz parte do meu dia a dia há muito tempo e já vi de tudo. Mas se teve algo que aprendi é não ficar preso a verdades absolutas e imutáveis, simplesmente porque as pessoas mudam. Aliás, esta é a maior armadilha que as empresas caem, porque costumam achar que conhecem muito bem seus clientes. Além disso, aprendemos com a pandemia que fatores externos incontroláveis podem também ter um grande peso nas mudanças comportamentais.

Quando falamos de análises comportamentais de clientes, o mais comum é recorrer aos bancos de dados. Os dados são o novo petróleo, muitos costumam dizer e sim, é verdade que os dados são extremamente importantes e hoje são fundamentais para qualquer empresa de qualquer segmento. Sem dados, não há informação e nem conhecimento, mas tem uma coisa que muitas empresas acabam não prestando muito atenção, que é a forma com que o dado foi captado e, principalmente, o que motivou o cliente a escolher a sua empresa para comprar.