Propósito e lucro andam juntos

Já ouvi muitas e muitas vezes que o propósito de uma empresa é gerar lucro para seus donos e acionistas e, por sua vez, bônus para os executivos e salários para os colaboradores.

Se você trabalha em uma grande empresa, deve saber que existem vários indicadores para mensurar os lucros, como o EBITDA, IML (margem líquida), IMO (margem bruta) e por aí vai. Índices como estes são para muitas empresas, os gatilhos para tomadas de decisões que podem impactar diretamente toda a sua cadeia de relacionamento, de colaboradores a clientes e fornecedores. Muitas destas escolhas nem sempre soam de maneira positiva para as pessoas, mas são feitas para recuperar, preservar ou até mesmo aumentar a lucratividade.

Há algum tempo venho questionando este modelo de busca pela lucratividade a todo custo (e às vezes é a todo custo literalmente). Hoje, fala-se muito no mercado sobre propósito tanto pessoal como da empresa mas, na minha visão, fala-se mais do que se pratica.