Teoria e prática no relacionamento com clientes

Acredito que você já deve ter ouvido o ditado popular “Na prática, a teoria é outra”, e com certeza já deve ter imaginado também várias aplicações para ele. Pois é, este ditado serve para se justificar muitas coisas que não funcionam como deveriam e, claro, também serve para falarmos sobre relacionamento com clientes.

Gosto muito de teorias e inclusive de criá-las. Tenho várias sobre marketing e o relacionamento com clientes e algumas delas, inclusive, estão no livro do qual sou coautor e que inspirou a criação desta coluna. Na verdade, para mim já não são mais teorias porque experimentei na prática e sei que funcionam, mas às vezes é difícil convencer as empresas disso, principalmente porque como toda teoria, muitas vezes lidamos com o ceticismo dos profissionais que são cada vez mais pragmáticos e que buscam resultados sempre muito rápidos, seja porque a empresa pressiona demais ou porque eles querem uma visibilidade para crescer rapidamente na carreira ou, o que é mais comum, as duas coisas juntas.